A FORÇA CRIADORA DO CONFLITO ÉTICO - NUMA SOCIEDADE EM CRISE

Carmelita Leonilda Agrizzi

Resumo


A ética tem sido um dos temas mais difundidos e constantemente usados na linguagem contemporânea, seja
na literatura especializada ou na fraseologia política ou na comunicação de massa. Esta reflexão quer
aprofundar e consolidar a reflexão ética, frente à urgência da vivência ética atual, como também pretende ser
uma contribuição, embora limitada e modesta, para a discussão dos grandes problemas, cingindo à questão
dos fundamentos da Ética. Frente à Era do Vazio, do gozo desenfreado e libertário do individualismo
questiona-se: ‘Nossas sociedades liberais são fadadas a ser apenas comunidades sem fé nem lei, sem projetos
nem moral? ‘Morte da moral? Morte dos valores? Que ética para hoje? Que ética para a família? O
momento estrutural do dinamismo histórico traz a exigência de uma criação ética superior. Crê-se que o
decisivo é o ser humano, o ser concreto com nome e sobrenome, que se relaciona, que constituiu família, coautor
da civilização universal. Com o objetivo de refletir sobre os valores humanos o trabalho, utilizou como
recurso metodológico, uma análise bibliográfica focalizando a ética como condição imprescindível para a
vida humana, consequentemente a sobrevivência da família. A sustentação teórica contribuiu para a
verificação e constatação da importância da ética no cotidiano familiar. Viver eticamente seria utópico
demais para os tempos atuais!? Que ética para hoje?


Texto completo:

PDF PDF


DOI: https://doi.org/10.25242/887625201271

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2012 Carmelita Leonilda Agrizzi

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.