ANÁLISE DAS TENSÕES E DEFORMAÇÕES DO CARRO SUPORTE DE UMA EMPILHADEIRA UTILIZANDO A TEORIA DOS ELEMENTOS DE MÁQUINAS COMPLEMENTADO PELO MÉTODO DOS ELEMENTOS FINITOS

OLIVEIRA, M. A. M. A., ROLIN, A. S. A. S., AUATT, S. M. S. M., VALE, M. S. M. S.

Resumo


Há uma grande variedade de modelos de empilhadeiras no mercado atual. A versatilidade no uso das
mesmas é responsável pela sua larga utilização na indústria. Porém, constantemente encontram-se
modelos muito antigos e sem os dados técnicos associados ao projeto, gerando uma incerteza quanto
ao fator de segurança. Em tais casos, pode ser necessário que o engenheiro faça uma análise da
capacidade de carga suportada pelo equipamento. Foi realizado um estudo de caso descritivo em uma
empilhadeira com capacidade máxima de carga (informada pelo fabricante) de sete toneladas. Para
estimar o material construtivo foram coletadas medidas da dureza superficial em diversos pontos do
carro suporte (e elementos vinculados) para posterior análise estatística e conversão para tensão de
ruptura e escoamento associadas. Foi desenvolvido um modelo computacional, no qual será realizado
um estudo através do método dos elementos finitos aplicados a análise de estruturas e elementos de
máquinas. Espera-se que os resultados encontrados para as tensões axiais atuantes equivalentes e
cargas combinadas não ultrapassem a tensão de escoamento do material. Com a análise das tensões,
variando-se a forma de calcular (Mecânica Clássica ou o Método dos Elementos Finitos auxiliado por
um software comercial) será possível avaliar o fator de segurança associado.
Palavras chave: análise de tensões, método dos elementos finitos, simulação computacional,
empilhadeira.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.25242/885X5132015675

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2015 OLIVEIRA, M. A. M. A., ROLIN, A. S. A. S., AUATT, S. M. S. M., VALE, M. S. M. S.

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.