ANÁLISE DE MODO E EFEITOS DE FALHA POTENCIAL NA OTIMIZAÇÃO DOS FATORES DE PRODUÇÃO

Pedro Paulo Andrade Junior, Guilherme Schamne Martins

Resumo


O objetivo geral deste artigo é analisar os aspectos positivos e negativos da aplicação da Análise do Modo e Efeito da falha (FMEA) em processos de fabricação. A metodologia utilizada foi o estudo de caso em uma indústria do ramo de autopeças. A FMEA é uma metodologia que vem sendo amplamente utilizada no processo produtivo das organizações, tanto em projetos e produtos, por apresentar imensas possibilidades na potencialização da qualidade e na prevenção de falhas no processo. Este artigo demonstrou, sem a pretensão de esgotar a abordagem sobre o tema, que a qualidade se caracteriza de extrema importância para as organizações na atualidade. No entanto, como observado, esta ferramenta requer um bom nível de preparo e de planejamento por parte de seus executores, tanto do responsável direto, quanto da equipe executante, pois como qualquer metodologia o FMEA apresenta algumas limitações. Com a aplicação da FMEA em uma indústria de autopeças, verificou-se que o trabalho bem coordenado e planejado desempenha um papel importante na minimização de riscos, e consequentemente de custos, potencializando o processo de tomada de decisão em nível de produção. Dessa maneira, por meio do estudo de caso, pôde-se comprovar a eficácia da metodologia FMEA, que inclusive, foi ampliada para outros processos da empresa.

Palavras chave: Qualidade; Estudo de caso; FMEA.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.25242/885X307201348

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2014 Pedro Paulo Andrade Junior, Guilherme Schamne Martins

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.