ANÁLISE E PROPOSTA DE MELHORIAS NA ARBORIZAÇÃO DE UMA AVENIDA DO MUNICÍPIO DE CAMPOS DOS GOYTACAZES, RJ

Carlos Eduardo de Souza, Ítalo de Oliveira Matias, Milton Erthal Junior

Resumo


A arborização é um elemento relevante para minimizar os impactos causados pela urbanização desordenada. O objetivo da pesquisa foi analisar e propor melhorias para arborização viária no município de Campos dos Goytacazes, RJ. Com base na literatura especializada, as espécies de plantas foram identificadas e propôs-se, na via onde o estudo de caso foi conduzido, melhorias para a arborização local. Foram identificadas 245 plantas, pertencentes a 37 espécies, dentre as quais cerca de 40% são nativas do bioma Mata Atlântica. Mais de 20% das plantas são aroeiras, Schinus terebinthifolius, o que não é recomendado. Entre as plantas exóticas, algumas são inapropriadas para arborização urbana, como a Leucaena leucocephala e Nerium oleander. Constatou-se muitas inconsistências na arborização da área de estudo, como a presença de plantas em locais inapropriados, espécies exóticas, muitas delas consideradas invasoras, plantas tóxicas ou inapropriadas para arborização viária. Uma nova proposta de arborização foi elaborada para sanar os problemas diagnosticados, que também incluem baixa densidade arbórea, necessidade de planejamento e elaboração de regras que visem a implantação e manejo adequado da arborização municipal.

Palavras-chave


Arborização viária; Planejamento; Proposta de arborização.

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, D. N. de; NETO, R. M. R. Análise da arborização urbana de duas cidades da região norte do estado de Mato Grosso. Revista Árvore, v. 34, n. 5, p. 899-906, out. 2010.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 9050 Acessibilidade a edificações, mobiliário, espaços e equipamentos urbanos. Rio de Janeiro, 2004.

ÁVILA, M. R.; PANCHER, A. M. Estudos das áreas verdes urbanas como indicador de qualidade ambiental no município de americana – SP. Revista Brasileira de Cartografia, Rio de Janeiro, n. 67/3, p. 527-544, maio/jun. 2015.

AZA, N. M. F. Análise da distribuição espacial da cobertura arbórea urbana através da relação das variáveis socioeconômicas, Ipatinga – MG. 2016. 85 f. Dissertação de mestrado. Programa de pós-graduação em ciência florestal, Universidade Federal de Viçosa – MG, 2016. Disponível em: . Acesso em: 19 nov. 2017.

BARGOS, D. C.; MATIAS, L. F. Mapeamento e análise de áreas verdes urbanas em Paulínia (SP): estudo com a aplicação de geotecnologias. Soc. & Nat., Uberlândia, ano 24, n. 1, p. 143-156, jan./abr. 2012.

BLUM, C. T.; BORGO, M.; SAMPAIO, A. C. F. Espécies exóticas invasoras na arborização de vias públicas de Maringá-PR. Rev. SBAU, Piracicaba, v. 3, n. 2, p. 78-97, jun. 2008.

CARVALHO, F. A. et al. Comunidade arbórea de uma floresta de baixada aluvial no município de Campos dos Goytacazes, RJ. Cerne, Lavras, v. 12, n. 2, p. 157-166, abr./jun. 2006

DOBBERT, L.Y. Arborização na cidade de Campinas/SP: percepção e conforto. Piracicaba – SP. 2015. 187 f. Tese (Doutorado – Programa Recursos Florestais, Opção em Preservação de Ecossistemas Florestais). Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”, Universidade de São Paulo – SP, 2015. Disponível em: . Acesso em: 19 nov. 2017.

IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Censo Demográfico 2010. Disponível em: . Acesso em: 17 nov. 2017.

_______. População do município de Campos dos Goytacazes. Disponível em: . Acesso em: 23 set. 2018.

JAMES, R.; MIHELCIC, J. B. Z.; AUER, M. T. Tradução Ramira Maria Siqueira da Silva Pires. Engenharia ambiental: fundamentos, sustentabilidade e projeto. Rio de Janeiro: LTC, 2015.

LOCASTRO, J. K. et al. Avaliação do uso sustentável da arborização urbana no município de Cafeara, Paraná. Ciência Florestal, v. 27, n. 2, p. 549, jun. 2017.

LORENZI, H. Árvores Brasileiras: manual de identificação e cultivo de plantas arbóreas nativas do Brasil. 5 ed. v. 1. Nova Odessa, SP: Instituto Plantarum, 2008. 384p.

_______. Árvores Brasileiras: manual de identificação e cultivo de plantas arbóreas nativas do Brasil. v. 3. Nova Odessa, SP: Instituto Plantarum, 2009. 384p.

_______. Árvores Brasileiras: manual de identificação e cultivo de plantas arbóreas nativas do Brasil. 4 ed. v. 2. Nova Odessa, SP: Instituto Plantarum, 2013. 384p.

_______ et al. Árvores exóticas no Brasil: madeireiras, ornamentais e aromáticas. Nova Odessa, SP: Instituto Plantarum, 2003. 368p.

OLIVA, G. T. Relação do conforto humano com métricas de cobertura arbórea. 2016. 99 f. Dissertação de mestrado (Programa de Recursos Florestais) - Escola Superior de Agricultura Luiz Queiroz, Universidade de São Paulo - USP, Piracicaba, SP, 2016. Disponível em . Acesso em: 16 nov. 2017.

PENA, J. C. de C. et al. Street trees reduce the negative effects of urbanization on birds. PLOS ONE, v. 12, n. 3, p. e0174484, 23 mar. 2017.

POTENZA, R. F. Métodos de fórmula para valoração de árvores nas cidades. 2016. 110 f. Dissertação de mestrado (escola superior de agricultura Luiz de Queiros) – Universidade de São Paulo, Piracicaba, SP, 2016. Disponível em: . Acesso em: 19 nov. 2017.

PREFEITURA DE SÃO PAULO. Secretaria municipal do verde e do meio ambiente. Manual técnico de arborização urbana. 2 ed. São Paulo, 2005. 45p.

_______. Secretaria municipal do verde e do meio ambiente. Manual técnico de arborização urbana. 3 ed. São Paulo, 2015. 121p.

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMPOS DOS GOYTACAZES. Plano diretor do município de Campos dos Goytacazes. Campos dos Goytacazes – RJ, 2008. 122p.

SCHUCH, M. I. S. Arborização urbana: uma contribuição à qualidade de vida com uso das geotecnologias. 2006. 101 f. Dissertação de mestrado (Programa de pós-graduação em geomática) – Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, RS, 2006. Disponível em . Acesso em: 16 nov. 2017.

SILVA, G. C. D.; NASCIMENTO, M. T. Fitossociologia de um remanescente de mata sobre tabuleiros no norte do estado do Rio de Janeiro (Mata do Carvão). Revista Brasileira de Botânica, v. 24, n. 1, p. 51–62, mar. 2001.

SOUZA, M. S. Arborização urbana e percepção ambiental: uma análise descritiva de dois bairros de Natal – RN. 2008. 98 f. Dissertação de mestrado (Programa de pós-graduação e pesquisa em geografia) – Universidade federal do Rio Grande do Norte – RN, 2008. Disponível em: . Acesso em: 19 nov. 2017.

VIGNOLIA JUNIOR, R. Vias para arborização da cidade de São Paulo. 2016. 450 f. Tese (Doutorado – Área de concentração: Paisagem e ambiente). Faculdade de arquitetura e urbanismo, Universidade de São Paulo – SP, 2016. Disponível em: . Acesso em: 31 mar. 2018.




DOI: https://doi.org/10.25242/885X92420191729

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Carlos Eduardo de Souza, Ítalo de Oliveira Matias, Milton Erthal Junior

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.