EFEITOS DO DRY NEEDLING E DA MICROGALVANOPUNTURA SOBRE A DOR MUSCULAR NO PÓS TREINAMENTO DE FORÇA DO MÚSCULO BÍCEPS BRAQUIAL

Mairkon Almeida Soares, Tayline Viegas Ferraz de Souza, Juliana Basílio de Souza

Resumo


Observa-se atualmente a crescente aplicabilidade do Dry Needling e Microgalvanopuntura sobre a dor musculoesquelética no pós treinamento de força muscular, porém não se encontram estudos que comprovem a eficácia das técnicas em lesões musculares. O presente estudo teve como objetivo avaliar os efeitos do Dry Needling e microgalvanopuntura sobre a dor muscular no pós-treinamento de força do músculo bíceps braquial, através de análise laboratorial de CK e Limiar de pressão a dor (PPT). A amostra foi caracterizada por 6 indivíduos do sexo masculino com média de idade de 23 (±3,9) anos, não praticantes regulares de atividade física em membro superior. Foi realizado ensaio clínico cruzado randomizado cego, no qual os indivíduos foram divididos em três grupos: Dry needling profundo com corrente microgalvânica (microgalvanopuntura), Dry needling profundo e controle, sendo realizada análise de CK e PPT. Foram utilizados banco scoot, barra com anilhas de pesos variados, medidor de pressão, striat IBRAMED® (aparelho de microgalvânica), agulha de acupuntura 0,40x0,25mm DONGBANG®. Foi realizado teste de normalidade de shapirowilk com p<0,05 e ANOVA TWO WAY – post hoc de Tukey α= 5%..Observou-se que o protocolo de treinamento foi eficaz, CK mostra aumento 24 à 48h e decréscimo 72h , não havendo diferença entre os grupos, sendo as técnicas de tratamento seguras, pois não variaram a expressão de CK em nenhum grupo de intervenção, tendo o controle o mesmo comportamento. No pós-tratamento do grupo de microgalvanopuntura, o PPT diminui, logo o indivíduo fica mais sensível ao toque na junção miotendinosa. Porém o grupo controle mostra que 24h – 48h existiu diminuição do PPT, devido ao treinamento de força e não pela intervenção. Conclui-se que o método de treinamento com 80% da carga de 10 RMs é suficiente para gerar lesão em bíceps braquial, sendo as técnicas de dry needling e microgalvanopuntura seguras em lesões musculares agudas. 


Palavras-chave


Corrente microgalvânica, Dry Needling Profundo, Limiar de dor a pressão e CK.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25242/886882720181369

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.