LEVANTAMENTO ETNOBOTÂNICO DE PLANTAS MEDICINAIS UTILIZADAS PELA POPULAÇÃO DO MUNICÍPIO DE OLIVEIRA FORTES - MG

Lucas Agenor Gabriel Neto, Fernando Teixeira Gomes

Resumo


O objetivo deste estudo foi o levantamento etnobotânico de plantas medicinais utilizadas pela população do município de Oliveira Fortes - MG. O estudo foi realizado mediante 50 entrevistas, utilizando questionários semiestruturados. A maioria dos entrevistados foi do sexo feminino, relatando que o conhecimento a respeito das espécies vegetais é obtido principalmente das mães e avós e que sempre obtém o efeito desejado ao fazer uso das plantas medicinais. Foram citadas 48 espécies distintas, pertencentes a 28 famílias botânicas, com predominância de Lamiaceae e Asteraceae. As espécies mais citadas foram Chamomilla recutita (L.) R., Plectranthus barbatus A. e Foeniculum vulgare M. A forma de uso predominante foi chás por infusão, em que a parte mais utilizada foi a folha. Asenfermidades com maiores números de indicações terapêuticas foram gripe/resfriado, seguida de insônia e má digestão. O valor de uso global das espécies (VUsp) que indica a importância das mesmas, mostrou que as espécies com maior destaque para a comunidade são Zingiber officinale R. e Mentha piperita L. Embora a Chamomilla recutita (L.) R. tenha sido uma das mais citadas apresentou baixo índice de importância, por possuir poucas indicações terapêuticas. Os resultados foram satisfatórios e indicam que o município estudado é promissor para novos estudos etnobotânicos. Os entrevistados propiciaram identificar a valorização e preocupação dos mesmos com a preservação do conhecimento tradicional no município.


Palavras-chave


Medicina popular; Zona da Mata de Minas Gerais; Lamiaceae.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25242/886882720181319

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.