ALTERAÇÕES AGUDAS NA TAXA DE FILTRAÇÃO GLOMERULAR COMO NOVO MARCADOR BIOLÓGICO DA INTENSIDADE DO TREINAMENTO?

Amanda Kelly Santana Duarte, José Paulo Sales Gonçalves Júnior, Anderson Pontes Morales

Resumo


Muitos marcadores bioquímicos têm sido utilizados a fim de monitorar o volume/intensidade do treinamento. Avaliar as alterações agudas nos parâmetros ligados à função renal, tais como a estimativa da taxa de filtração glomerular(eTFG), creatinina(C), proteínas totais(PT), pH urinário(pHU) e densidade urinária(DU) em corredoras de "rua" após uma prova de 12Km; e correlacionar o tempo total, pace médio e a velocidade média das corredoras com a eTFG. Participaram 6 corredoras (37.0±7.11 anos; 57.5±5.4 kg) de "rua" profissionais. A corrida consistiu em 12Km finalizados com o tempo total: 77.8±14.7min., pace médio: 6.64±1.5min./Km e a velocidade média: 9.5±1.7Km/h. Utilizou-se o teste “t” Student para amostras pareadas e a correlação de pearson. Adotou-se um p<0.05. Foram encontradas diferenças significativas (p<0.05) nos níveis de C sérica entre os momentos pré corrida 0.6±0.0mg/dL vs. pós corrida 1.4±0.1mg/dL e na eTFG entre os momentos pré corrida 113.0±19.0mL/min/1.73m2 vs. pós corrida 46.5±7.2mL/min/1.73m2. Não houve diferenças significativas (p>0.05) nas PT entre os momentos pré corrida 6141.2±419.3mg/dL vs. pós corrida 6306.4±89.9mg/dL; pHU no pré corrida 5.9±0.4pH vs. pós corrida 5.7±0.3pH e na DU no pré corrida 1012.1±7.6g/ml vs. pós corrida 1012.3±9.1g/ml. Houve uma correlação significativa (r=0.89, r2=0.80, p<0.05) entre a redução da eTFG com o menor pace médio das corredoras. Não houve correlações com o tempo total (r=0.67,r2=0.45,p>0.05) e a velocidade média (r=-0.67,r2=0.45,p>0.05). Conclui-se que as alterações agudas ocorridas na eTFG sem a interferência dos níveis de desidratação observada na DU, podem estar associadas ao fluxo de sangue renal reduzido, provocado por uma maior demanda de oxigênio para os músculos envolvidos no exercício. Esta observação foi sustentada pela correlação encontrada entre a redução eTFG e o menor pace médio executada pelas corredoras.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.25242/886862120161021

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.